Você sabe como aprender novas habilidades sem perder o foco? Esta é uma necessidade básica de muitas pessoas que buscam entender como seguir “até o fim” em determinado aprendizado, pois o desfoco pode gerar um excesso de desconcentração, o que distancia você do objetivo.

Principalmente hoje em dia, com tantas informações chegando ao mesmo tempo e com tantas notificações no celular, é bem comum acordar pela manhã e, num piscar de olhos, estar de noite. Não é porque o tempo está passando mais rápido. É porque você está com a cabeça tão ocupada que nem vê o tempo passar.

Só que o que parece ser um dia altamente produtivo pode, na verdade, ser um dia nada produtivo. Portanto, quanto antes você perceber isso, melhor. E uma das formas de medir isso é justamente com relação ao aprendizado: que habilidades satisfatórias você aprendeu nos últimos meses ou anos?

No artigo de hoje, vamos entender melhor como você pode focar no aprendizado de novas habilidades, mesmo que as poucas horas no dia façam parecer o dia mais curto. Acompanhe!

Como aprender novas habilidades sem perder o foco – Veja algumas dicas importantes

Entender como aprender novas habilidades sem perder o foco é algo fascinante. Afinal, quando você consegue “domar” o seu cérebro a aprender de maneira inteligente e focada, você pode aprender absolutamente o que você quiser. As coisas não vão mais parecer distantes e impossíveis, pois você entende que o aprendizado é uma sequência de práticas ativas.

Muitos profissionais usam a seguinte expressão para indicarem que não são bons em alguma coisa: “eu sou de humanas!”, ou, “eu sou de exatas!”. Este tipo de constatação é tão negativa para o seu desenvolvimento que faz o seu cérebro travar de uma forma muito rude. É um processo de auto sabotagem.

É óbvio que algumas pessoas vão ter algumas habilidades e outras vão ter outras. Mas, sempre podemos aprender algo novo e, muitas vezes, basta alinhar o nosso cérebro para isso.

Por exemplo, se você é um profissional de aromaterapia e quer aprender a falar inglês, isso será possível. Ou, se você é engenheiro e quer aprender como é o processo de uma gestação, também pode. Tudo que precisa ser feito, é: definir objetivos claros, estudar com metodologia, descansar, revisar e repetir.

Entenderemos isso a partir de agora, com dicas um pouco mais aprofundadas. Acompanhe.

Aprenda coisas que você quer aprender

A primeira dica para que você possa entender como aprender novas habilidades sem perder o foco, é: aprenda o que você quer aprender. Não há nada mais chato e cansativo do que aprender algo que você não quer aprender. 

É óbvio que algumas situações nos impõe a aprender alguma coisa que não queremos aprender. Mas estas situações precisam estar no meio do ciclo de aprender algo que você quer. Afinal, o caminho pode ser um tanto quanto sinuoso. Isso faz parte. Só que escolher algo para estudar que não desperte nem um pouco a sua vontade, pode fazer com que você perca o foco no meio do caminho.

Dica: muitas vezes a gente não sabe exatamente por qual caminho seguir. Neste caso, o caminho dos experimentos é importante. Então, não tenha medo de testar e tentar alguma coisa. Pode ser que você se apaixone pela área.

Para aprender uma habilidade nova e focar neste processo, precisamos considerar que o nosso cérebro deve receber estímulos de emoções. Ou seja, ele precisa se emocionar para alguma coisa fixar na memória de longo prazo. Os circuitos neurais se constroem desta maneira.

Estipule um objetivo viável para o seu projeto

O segundo passo para entender como aprender novas habilidades sem perder o foco, é estipular um objetivo viável para o seu projeto. Ou seja, se você quer aprender a falar inglês mas não entende nenhuma palavra sequer, não pense que em dois meses você estará fluente. Portanto, não coloque o objetivo de aprender inglês em dois meses.

Quem sabe, um bom objetivo seria aprender inglês em dois anos. No meio deste processo, você pode inserir micro-objetivos para superá-los dia após dia, de maneira que você consiga efetivamente chegar no objetivo maior.

A sensação de desafio precisa acontecer. Só que o desafio precisa ser viável. Caso contrário, você vai se frustrar e se afastar do projeto. Lembre-se disso.

Equilibre a concentração focada e difusa

O nosso cérebro funciona com dois tipos de concentração: a focada e a difusa. A focada, é quando estamos totalmente “dentro” do projeto, com foco total. Só que ela não dura muito tempo e, por isso, precisamos saber aproveitá-la de maneira inteligente. Ou seja, você não pode achar que vai focar durante horas e horas em um projeto, pois não vai. 

Então, recomendamos que você estipule um tempo para foco total (alguns minutos) e, depois disso, trabalhe com a concentração difusa, que pode ser: levantar para beber uma água, descansar, ver um vídeo, responder uma mensagem, etc.

É como se você refrigerasse o seu cérebro. Sem isso, sua produtividade de aprendizado não será eficiente. Equilibre situações de foco e concentração difusa, ok?

Aplique suas habilidades no dia-a-dia de maneira ativa

Você sabia que ler um livro, um texto ou um documento, não faz de você um conhecedor sobre determinado assunto? Isso mesmo. Simplesmente ler oito livros por mês não faz de você uma pessoa mais inteligente do que as outras. O que vai diferenciar isso, é a aplicação daquilo que você aprendeu.

Então, trabalhe a sua habilidade de maneira ativa: explique o conteúdo para alguém, faça revisões, escreva sobre ele, explique para você mesmo em você alta, etc. Tudo que você puder fazer para exercitar aquela informação, faça, pois é isto que a converterá em conhecimento.

O descanso e o sono são fundamentais para a energia do cérebro

E por fim, não podemos negligenciar o sono e o descanso. Muitas pessoas ainda pensam que a produtividade está ligada ao quanto nós conseguimos fazer durante o dia. Mas a verdade é que não é sobre quantidade. Mas sim, sobre qualidade.

O sono e o descanso ajudam o cérebro a concretizar conhecimentos e liberar espaço para um novo dia. Portanto, pratique a higiene do sono e seja uma pessoa mais saudável em vários sentidos da vida.

Bora aprender?